quarta-feira, outubro 29, 2008

2008.07.19

joão diz:
vou pro sol*
joana diz:
fazeis bem*

...

joana diz:
já voltaste do sol?
joão diz:
voltei do talho
joana diz:
sol = talho?
joão diz:
na minha terra, as pessoas passam as tardes de sábado no talho
levam a toalha e ficam lá
joana diz:
na minha, é as manhãs
e levam o abrigo
é ventoso, aquilo
joão diz:
na minha terra chamamos "pano" ao "tapa-vento"
por aí pelos vistos é "abrigo"
joana diz:
sim
sempre chamei aquilo de abrigo
mas lá está
nós, caldenses, temos manias de dar outros nomes às coisas
joão diz:
na minha terra chamamos "válvulas de indução por calor" às galinhas

4 comentários:

busycat disse...

Que os caldenses tem muitas manias, não discuto mas eu sempre lhe chamei tapa-vento. Essa das válvulas é muito a frente. É pra condizer com o resto das conversas?:)

beijo
busycat

Ana rita disse...

As vossas conversas são engraçadas =D
Grande ideia de fazer um blog com elas. xD

João Branco disse...

olá joão e joana, então é o seguinte: neste post está um erro ortográfico por parte da joana, pareceu-me ser meu dever expô-lo. Assim: na expressão "sempre chamei aquilo de abrigo", o vocábulo "aquilo" está errado, deve ser colocado "àquilo", pois tem função de determinante demonstrativo, e não de pronome indefinido.

Anaoj disse...

Mas o verbo chamar está acompanhado da preposição "de", logo "aquilo" está correcto.

Para utilizar "àquilo", não poderia utilizar o "de".

"Sempre chamei àquilo abrigo."